“O lustre” é publicado em inglês

, "O lustre" é publicado em inglês. IMS Clarice Lispector, 2018. Disponível em: https://site.claricelispector.ims.com.br/2018/04/05/o-lustre-e-publicado-em-ingles/. Acesso em: 10 dezembro 2023.

O lustre, segundo romance de Clarice Lispector, publicado em 1946, ganhou recente tradução para o inglês, realizada por Benjamin Moser e Magdalena Edwards. O novo título, The chandelier, é mais um da série de traduções de obras da autora que vêm sendo publicadas nos últimos anos. Em depoimento ao The New York Times, Moser observa que talvez esse seja o livro mais estranho e difícil da escritora brasileira (nascida na Ucrânia, em 1920). O crítico britânico Christopher Ricks, por sua vez, enxerga nele uma miniatura do universo de Clarice:

Muitos temas, indagações filosóficas e tipos de personagem que aparecem [em O lustre] retornarão depurados na medida em que Clarice refina seu estilo e os cristaliza nos diamantes perfeitos que serão seus últimos livros, narrados com aforismos e fragmentos — que ela chamava de “antiliteratura”.

O jornal americano ainda celebra a redescoberta de Clarice nos Estados Unidos como um dos verdadeiros acontecimentos literários do século XXI, ressaltando a singularidade de sua escrita, marcada por uma pontuação e uma sintaxe únicas, além de uma capacidade de ressignificar as palavras segundo seu próprio desejo — “Ninguém se parece com Lispector (…). Ninguém pensa como ela”, conclui o jornalista Parul Sehgal.

Alguns dias depois do destaque dado a The chandelier pelo jornal americano, o editor Gregory Cowles incluiu o título na lista de dez sugestões de leitura que fez para a prestigiada coluna Book Review.

Leia aqui a matéria do The New York Times.

*Foto: Fotógrafo não identificado/ Arquivo Clarice Lispector/ IMS

Notas

body { padding: 0 30px; } @font-face { font-family: 'Brick Display Pro'; font-style: normal; font-weight: 900; font-display: swap; src: url("https://site.claricelispector.ims.com.br/wp-content/themes/clarice-acervo/fonts/brick-display-black-pro.woff2") format("woff2"), url("fonts/brick-display-black-pro.woff") format("woff"); } @font-face { font-family: 'Brick Display Pro'; font-style: normal; font-weight: 500; font-display: swap; src: url("https://site.claricelispector.ims.com.br/wp-content/themes/clarice-acervo/fonts/brick-display-regular-pro.woff2") format("woff2"), url("fonts/brick-display-regular-pro.woff") format("woff"); } @font-face { font-family: 'Domaine'; font-style: normal; font-weight: 500; font-display: swap; src: url("https://site.claricelispector.ims.com.br/wp-content/themes/clarice-acervo/fonts/domaine-regular.woff2") format("woff2"), url("fonts/domaine-regular.woff") format("woff"); } @font-face { font-family: 'Domaine'; font-style: italic; font-weight: 500; font-display: swap; src: url("https://site.claricelispector.ims.com.br/wp-content/themes/clarice-acervo/fonts/domaine-regular-italic.woff2") format("woff2"), url("fonts/domaine-regular-italic.woff") format("woff"); } @font-face { font-family: 'Domaine'; font-style: normal; font-weight: 700; font-display: swap; src: url("https://site.claricelispector.ims.com.br/wp-content/themes/clarice-acervo/fonts/domaine-bold.woff2") format("woff2"), url("fonts/domaine-bold.woff") format("woff"); } @font-face { font-family: 'Domaine'; font-style: italic; font-weight: 700; font-display: swap; src: url("https://site.claricelispector.ims.com.br/wp-content/themes/clarice-acervo/fonts/domaine-bold-italic.woff2") format("woff2"), url("fonts/domaine-bold-italic.woff") format("woff"); } img { display:none !important; } p,h6 { font-size: 18px; color: #2B2B2B; font-family: "Domaine",serif; font-weight: 500; line-height: 1.5em; grid-column: 4/-4; } h1,h2,h3 { font-family: "Brick Display Pro",serif; font-weight: 500; line-height: 1.16em; font-size: 36px; } .abnt-print { font-size:18px; } i { text-transform:uppercase; font-style:normal }